Arquivo para dezembro, 2009

Django – Django_Youtube_Syncronizer (Atualização)

Posted in Django, Programação, Python with tags , , on 29 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Opa!!!

Fiz algumas atualizações no Django_Youtube_Syncronizer…

Primeiro, dei uma complementada no admin…

Mudei o nome das classes no models, portanto, você vai ter que sincronizar os vídeos de novo …
Quanto a limitação no python 2.4 para gravar as datas de publicação dos vídeos, eu ainda não arrumei, mas “emcoxambrei” … rsrsrs

Na realidade, eu não me recordo o porque tratava a data com o strptime e depois com o strftime… Na realidade, eu já pegava só a data… Então, fiz assim e funcionou no python 2.4…

video = video_data.objects.create(
videoChannel = userfeed,
title = entry.media.title.text,
published = entry.published.text[:10],
description = entry.media.category[0].text,
duration = entry.media.duration.seconds,
url = getting_urls(entry.id.text),
embededCode = make_embeded(entry.GetSwfUrl()),
)
video.save()

No mais, acho que é isto… O app está funfando direitinho e atendendo as minhas necessidades…

Críticas e sugestões são muito bem vindas 😉

http://code.google.com/p/django-youtube-syncronizer/

Abraços!!!

Anúncios

Linux – Download Manager para Easy-share, RapidShare e afins ;)

Posted in Dicas, Programinhas, Tecnologia with tags on 17 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Opa!!!

Fiz um post uma vez ensinando a rodar o FreeRapid no linux. O FreeRapid é um gerenciador de downloads para aqueles “compartilhadores” de arquivos (Easy-share, Rapid-share etc.) onde você poderia colocar vários downloads na lista, para que ele fosse fazendo um a um, e quando necessário, ele lhe pediria o captcha necessário.

Eis que navegando outro dia no site getdeb, encontrei um outro software, só que desta vez, nativo do Linux que faz este trabalho. Não que o FreeRapid não seja nativo, até porque ele é feito em java, portanto, multiplataforma, mas o outro software não depende de terceiros 😉

O nome dele é Tucan Manager.

Pra configurar é bem fácil e intuitivo, mas como isso é uma dica, eu não vou escrever como fazer isto ok 😉

Seguem então os links:

GetDeb – www.getdeb.net

Tucan Manager – http://tucaneando.com/index.html

Abraços!

Python – PyScripter (mais um editor)

Posted in Programação, Python, Tecnologia, Windows with tags , on 16 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Opa!!!

Venho com mais uma dica, só que desta vez, é pra quem ainda utiliza Windows.

É o editor PyScripter.

A primeira vez que instalei-o em minha máquina virtual, não dei nada por ele. Mas depois de codificar algumas coisas em diferentes editores e nele, pude ver que ele é bem legal.

Contando com uma interface ao qual podemos dizer que é até bonitinha (parece com o office ou algo do tipo), utilizando-o, você tem várias opções.

Ao instala-lo, você verá que ele tem um editor para cada versão de Python. Bom, pelo menos foi o que eu entendi.
Não sei muito bem porque mas, isso já são outros quinhentos 😉

Depois que você abrir o editor vai ver que ele tem várias opções bacanas como:

Gerenciamento de projetos:

Lista de variáveis, “watch list “, “Breakpoints” (isso mesmo, breakpoints), “Mensagens”, e Interpretador.

Você pode colocar seus breakpoints no código, e rodar no modo “Debug”. Você poderá ver os valores que suas variáveis estão recebendo tudo belezinha, como no Delphi e outros.

Bom acho que é isso… Agora é você instalar e testar por sua conta e risco !!!

Abraços!

Vídeo promocional – Google Chrome ;)

Posted in Inutilidades, Tecnologia with tags , on 14 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Achei legal o vídeozinho produzido para promover o Google Chrome…

Então, to postando aí 😉

Django – Netbeans IDE for Python

Posted in Django, Linux, Programação, Python, Tecnologia with tags , , , , on 11 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Opa!!!

Seguindo a sugestão de um navegando que passou por aqui, resolvi testar o NetBeans IDE for Python…

Eu nunca havia testado o NetBeans, mas como de praxe, resolvi tirar a prova dos 9 …

E fiquei um tanto quanto surpreso! Eu realmente não fiz nada de mais não, na realidade, instalei e fui ver como funcionava.
Depois de atualizar tudo e tals, resolvi digitar umas linhas de código, e o autocomplete deve é muito bom 😉

Então, percebi que lá no canto esquerdo da tela, ele ficava indexando tudo que tinha no meu python… Isto soou estranho né =p (rsrsrs)

Tentei então, digitar algumas coisas que utilizamos no Django e…. Autocomplete ON …
Existem pessoas que dizem que o autocomplete nos deixa burros, preguiçosos etc… Mas, eu acho que até auxilia, pois, às vezes quando você não lembra determinada coisa, você tem que recorrer ao AmiGoogle para lembrar, ou até mesmo abrir algum arquivo ao qual você já tenha feito tal coisa para refrescar a memória.
Portanto, eu acho válido o autocomplete.
Então, segue abaixo umas telinhas de como instalar, apesar de achar que não há segredos vamos lá 😉

Primeiro vamos baixar a criança…

Download de 30 MB mais ou menos 😉
Quando acabar, abra um terminal, e digite o comando:

  • sudo chmod +x netbeans-*

Depois de darmos permissão de execução para o programa, vamos rodá-lo clicando sobre ele … Vai aparecer a seguinte tela:


Clique no executar que vai abrir a janelinha da instalação 😉


No meu caso, a mensagem no fim da janela diz que eu já estou com ele instalado. De resto agora, é só proceder com a instalação, mais ou menos Microsoftiana 😉

Lembro que não usei muito, digitei pequenas linhas de código… Vou fazer mais alguns testes e reporto a vocês minhas experiências com ele !

À principio, parece que vai ser muito útil 😉

Abraços!

Linux – Portal aprendendo linux …

Posted in Linux, Tecnologia with tags on 11 de dezembro de 2009 by fchevitarese


Opa!!!

Foi lançado um novo portal chamado aprendendo linux!!!

Neste portal, diversas dicas, tutoriais e vídeo aula! Além de podermos colaborar enviando artigos e dicas 😉

Se você tem conhecimento e quer ajudar, cadastre-se e envie seus artigos!!! Mãos à obra 😉

Abraços!

Linux – Malware escondido em screensaver !!!

Posted in Linux, Tecnologia with tags on 10 de dezembro de 2009 by fchevitarese

Opa!!!

Uma notícia que não é muito comum no mundo Linux, mas que é corriqueira para quem utiliza Windows…

Foi encontrado um malware  escondido dentro de um “teóricamente” inofensivo screensaver chamado “waterfall“. Este screensaver estava disponível no Gnome-Look.org e o mesmo já foi removido do site.

Pelo que vi na notícia, o malware instalava um script com privilégios elevados para executar um ataque DDos e se mantinha atualizado via downloads.

Você pode ter mais informações sobre o malware bem como um script para remover o dito cujo.

Como diz no site, somente rode o script se você tiver instalado o screensaver 😉

http://www.omgubuntu.co.uk/2009/12/malware-found-in-screensaver-for-ubuntu.html

Minha opinião.

Como podemos ver, se trata de um script escondido em um simples screensaver, que deve ser instalado utilizando privilégios de usuário administrativo que tem por trás, um código malicioso que pode executar um ataque DDos…

Como os códigos são abertos, fica muito mais fácil para que se detecte um código malicioso como este, e se distribua uma correção para o mesmo.
Para mim, parece mais uma prova de conceito do que alguma coisa realmente séria!
Mais serve de alerta para não irmos instalando qualquer coisa em nossa distro. Qualquer coisa maliciosa pode ser executada caso o script ou programa tenha permissões para executar determinados programas.

Certa vez, fui vítima de uma invasão de um hacker aqui no meu servidor. Ele instalou um script shell que fazia tentativas de acesso “brute force”  em uma lista de ips que o mesmo hacker deixou no diretório em questão.

Tudo começou quando criei um usuário para um de nossos colaboradores, e a senha do usuário em questão foi fraca… O hacker fez um ataque “brute force” e conseguiu entrar na máquina. Tendo os privilégios necessários, ele criou uma pasta e colocou o script para rodar!

Só fui mesmo perceber o que estava ocorrendo, quando começaram a chegar avisos de bloqueio “black-list” dos meus ips…
Quando fui conferir, 100% do processamento da CPU estavam sendo utilizadas, e com o comando top, pude ver centenas de processos do mesmo programa sendo executados via ssh …

Então, matei todos os processos, parei o servidor ssh, mudei a senha do usuário e posteriormente, depois de dar uma vaga lida no código do script, apaguei-o.

Mas serve de alerta também… Tudo isto ocorreu por minha culpa, pois criei um usuário com permissões elevadas e senha fraca.

Abraços!